PM apreende armas e prende latrocida que matou policial no Centro

A Polícia Militar do Estado de Sergipe, através da Companhia de Polícia de Radiopatrulha (CPRp), prendeu por volta das 21h da quarta-feira, 23, na Rua do Rosário,  bairro Santo Antônio, zona Norte da capital, Edilson Santos Bonfim, de 18 anos, e Djalma dos Santos, de 26 anos, pelo crime de latrocínio.

A ocorrência foi atendida pela guarnição Leão 81, comandada pelo cabo Moisés Batista, que realizava policiamento ostensivo nas imediações dos Mercados Municipais e foi acionada pelo Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (CIOSP) para atender a ocorrência de troca de tiros em que um policial teria sido alvejado por uma dupla que tentou roubar a motocicleta e a arma de fogo dele.

Imediatamente, os policiais empreenderam diligências, constatando a veracidade da informação e que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) tinha sido acionado, como também, um policial militar de folga já estava no local apoiando o militar ferido. Após informações de populares, a equipe Leão 81 empreendeu diligências e logrou êxito na prisão de Edeilson Santos Bonfim, que fugia correndo, momento em que, ao perceber a aproximação da polícia, arremessou um pacote no chão, sendo abordado.

No embrulho, a polícia encontrou um revólver calibre 38, com cinco munições intactas, uma pistola calibre 40, carregador e três munições intactas pertencentes ao sargento da reserva remunerada Carlos Roberto Santana Nascimento, de 50 anos, que veio a óbito no local do crime, na Rua Apulcro Mota com Florentino Menezes.

O outro infrator, Djalma dos Santos, que foi alvejado pela vítima, no momento do crime, é foragido do Presídio de Areia Branca e foi encontrado caído no chão, mais precisamente na Avenida Coelho e Campos, sendo socorrido pelo SAMU e conduzido ao Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE), sendo custodiado pela Polícia Civil.

Crime

As informações dão conta de que os dois infratores tentaram roubar a motocicleta do PM, momento em que houve reação e o sargento Santana foi morto por disparos efetivados por  Edeilson Santos Bonfim, que, em meio à luta corporal, tomou a arma da vítima e deflagrou os disparos que provocaram a morte. A ocorrência envolveu equipes da RP, 8º Batalhão de Polícia Comunitária (8º BPCom) e da Polícia Civil. O caso foi conduzido à Delegacia Plantonista.

Velório

A PMSE lamenta o falecimento do sargento da reserva remunerada Carlos Alberto Santana Nascimento, ao tempo que convida para o velório, que ocorre no OSAF, situado na Rua Itaporanga, Centro. Vale frisar que o corpo do militar ainda está no Instituto Médico Legal (IML), aguardando liberação.

 

25 de julho de 2014|Notícias|