PM prende seis acusados de roubar arma de policial em Dores

A Polícia Militar prendeu na noite de segunda-feira, 18, Antônio Adeilton Gonzaga Oliveira, Anselmo Gomes Moura, Wilames Freitas dos Santos, Gabriel Matos Moreira e um indivíduo, vulgo Neguinho, acusados de tentar roubar um estabelecimento comercial localizado na cidade de Nossa Senhora das Dores. Durante a ação, os suspeitos subtraíram a arma de um policial militar e o agrediram.

Segundo informações do major Fábio Rolemberg, comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM), a ação delituosa ocorreu por volta das 22h, no ‘Bar de Paulinha’, na cidade de Nossa das Dores. “O policial militar estava no estabelecimento comercial quando entraram seis indivíduos portando um revólver e uma arma calibre 12. Após agressões cometidas aos clientes do estabelecimento, um deles, cabo da PM, reagiu e chegou a atingir um dos suspeitos na altura da perna. Os homens atingiram o policial com uma barra de ferro e subtraíram a arma de fogo que ele utilizava. Em seguida, fugiram”, explicou o oficial.

Imediatamente, policiais da 3ª Companhia do 4º Batalhão (3ª Cia/4º BPM), do Pelotão de Caatinga (Pepac),do  Grupo de Ações Táticas do Interior (Gati) e da Companhia de Polícia de Radiopatrulha (CPRp), além do apoio de policiais civis lotados em Dores, com a ajuda das câmeras do interior do estabelecimento, que registraram toda a ofensiva, identificaram os suspeitos e saíram em diligências pelo município, localizando quatro suspeitos do grupo, identificados como  Antônio Adeilton Gonzaga Oliveira, Anselmo Gomes Moura, Wilames Freitas dos Santos, Gabriel Matos Moreira.

Ainda durante as investigações, o que chamou a atenção da PM é que um dos clientes que estava no referido bar, vulgo Neguinho, teria sido o único que não havia sofrido agressão por parte da quadrilha, levantando a suspeita de possível envolvimento com o grupo. Durante as investigações, foi confirmada a participação de Neguinho na ação, que foi preso em flagrante logo em seguida.

Na tarde desta terça-feira, 19, outro indivíduo, identificado pelo prenome Fabinho, apresentou-se à Delegacia de Dores, confessando a sua participação na ofensiva contra o militar.  Ainda se encontra foragido o último suspeito, identificado apenas como Marciel. De acordo com os policiais, possivelmente Marciel teria sido o suspeito alvejado pelo policial militar no estabelecimento. A Polícia continua empreendendo diligências a fim de localizar o último suspeito.

Estado de saúde

Segundo informações de familiares, o cabo, lotado na 3ª Cia/4º BPM, após ter sido encaminhado ao Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE), onde passou por uma série de exames, já foi liberado e está em sua residência.

19 de agosto de 2014|Notícias|