PM flagra rinha de galo e apreende aves silvestre por meio do PPAmb na capital

No sábado, 9, no Largo da Aparecida, Bairro Jabotiana, na capital, a Polícia Militar do Estado de Sergipe, por meio do Pelotão de Polícia Ambiental (PPAmb), flagrou mais um crime referente a maus-tratos de animais. Por volta das 18h30, a guarnição composta pelo sargento Geovânio, cabos P. Silva e Élvio Mota e soldado J. Santos foi acionada pelo Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) para averiguar a denúncia de que em uma residência estava sendo realizada rinha de galos, com dezenas de pessoas no local, inclusive com consumo de drogas e entorpecentes.

No local, a equipe policial confirmou a denúncia, sendo que vários suspeitos se evadiram ao avistar a guarnição. Após abordagem, foi possível deter dois homens, que foram conduzidos à Delegacia Plantonista Sul, juntamente com dois galos, um relógio de parede para cronometrar o tempo dos duelos, esparadrapos e tesouras.

Aves apreendidas

Por volta das 6h do sábado, 9, e do domingo, 10, o Pelotão Ambiental apreendeu 19 aves num ponto de comércio do Bairro Lamarão, em fiscalização de rotina. As guarnições de serviço foram até a Feira das Trocas, onde é recorrente o comércio de animais silvestres, sobretudo pássaros silvestres. Na ocasião, não foi possível fazer a detenção de nenhuma pessoa, já que, ao perceber a presença dos militares do PPAmb, os infratores se evadiram, abandonando os animais.

Durante a ação, cerca de oito pássaros foram encontrados escondidos dentro do manguezal que margeia a área da feira. Entre os pássaros apreendidos, todos comuns nos biomas sergipanos, destacam-se os azulões, papa-capins e canários. Como não apresentavam sinais de domesticação, os pássaros foram soltos em habitat natural.

11 de junho de 2018|CPMC, Especializadas, Pelotão Ambiental|