A Polícia Militar do Estado de Sergipe está desde as primeiras horas desse sábado, 21, nas ruas de todo estado para garantir que estabelecimentos comerciais e população cumpram o previsto no Decreto 40.560/2020. A deliberação atualiza as medidas de enfrentamento e prevenção à epidemia causada pelo COVID-19 (novo Coronavírus) no Estado de Sergipe.

Por meio do número 190 do Ciosp, a PM recebe as denúncias repassadas pela população sobre possíveis estabelecimentos que não estejam cumprindo as determinações e, imediatamente, verifica a informação adotando as medidas cabíveis. É importante ressaltar que estabelecimentos considerados essenciais como farmácias e de comércio de alimentos, como padaria, supermercado e feiras não estão sujeitos a fechamento.

Para o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marcony Cabral, é preciso que a população dê sua contribuição e respeite as determinações. “O mais difícil para a PM nesse primeiro momento é a falta de conscientização por parte da sociedade em fazer sua parte. Continuaremos fazendo nosso papel e dever constitucional protegendo sempre a todos, mas realmente é imprescindível que cada um faça sua parte para o bem de todos”, frisou o comandante.

Os estabelecimentos comerciais que não cumprirem o que está previsto no Decreto, insistindo em funcionar, serão punidos. O coronel Neto, Comandante do Policiamento Militar da Capital (CPMC) afirma que a Polícia Militar está atenta, “estamos pedindo educadamente que essas pessoas fechem seus bares e restaurantes, pois é uma determinação que está em decreto governamental e serve para garantir a segurança de todos que estão em nosso estado. Vamos dar nossa contribuição para que não haja a expansão do contágio do coronavírus”, explicou o oficial.

No interior do estado a fiscalização continua e o coronel Fábio Rollemberg, Comandante do Policiamento Militar do Interior (CPMI) afirma que a PM não medirá esforços para que a lei seja cumprida. “Estamos fazendo nossa parte também no interior do estado. Para conscientizar a população, os militares conversam com os proprietários de estabelecimentos que ainda não estão cumprindo a determinação e solicitam o fechamento do comércio. Precisamos minimizar os efeitos provocados por essa pandemia”, afirmou o coronel.

Segundo o tenente-coronel Brandão, diretor do Ciosp, a Polícia Militar já evitou que a chamada “Feira das Trocas” funcionasse na manhã deste sábado e montou equipes no local. Na orla da Atalaia, vários bares e restaurantes insistem em ficar abertos, mas também foram fechados. “Como há uma determinação prevista em lei, essas pessoas podem, inclusive, responder por desobediência”, explicou o diretor.

Neste momento, é preciso que todos façam a sua parte para conter a Pandemia do COVID-19 (novo Coronavírus). O coronel Marcony faz um apelo “Lembro aos senhores que este é apenas o primeiro dia! Nossa luta é constante. Vamos nos manter firmes! Deus os abençoe!”, finalizou o coronel.