O curso prepara os policiais para atuarem em ocorrências de alta complexidade.

Os formandos do II Estágio de Ações Táticas Especiais (EATE) vivenciaram um momento único na manhã desta sexta-feira, 21, ao receberem familiares e amigos na formatura de encerramento de um dos eventos mais exigentes da Polícia Militar de Sergipe. O curso, promovido pelo Comando de Operações Especiais da Corporação (Coe), prepara os policiais para atuarem em situações de alta complexidade.

O Estágio é um dos requisitos para a entrada de policiais nos Grupamentos Táticos do Coe e está na sua segunda edição. Foram mais de duzentas horas de aulas práticas e teóricas, distribuídas em 16 disciplinas, no período de 03 a 19 de dezembro. O coordenador do Estágio, capitão Irlan Calaça, ressalta que uma das maiores preocupações da organização foi elevar o nível técnico das instruções com o intuito de se aproximar o máximo possível da realidade das ocorrências.

Na ocasião, dos 53 inscritos inicialmente, apenas 13 conseguiram concluir o II EATE com o aproveitamento exigido. Primeiro colocado no Curso, o aluno 07 explicou que todo curso na área de operações especiais é composto por um nível elevado de exigências física e mental. Segundo ele, o objetivo é observar como o combatente reage a esse cenário para saber se realmente ele possui o perfil de Operações Especiais. “Ao final do curso, eu me sinto preparado para atuar em todas as áreas, seja no patrulhamento rural e urbano, ou ainda, no resgate de reféns”, disse.

O Comando de Operações Especiais é hoje referência na formação e treinamento de integrantes das diversas instituições que fazem parte do Sistema de Segurança Pública do Estado de Sergipe. Nesse sentido, o coronel Silvio Cesar Aragão, chefe da PM3 e ex-comandante da Unidade, explica que o que caracteriza o PM do Coe é a vontade acima das possibilidades. “Se eu pudesse traduzir essa data, a magnitude que vivenciamos hoje, o que temos nesta manhã é o eterno, o sublime. Se hoje temos profissionais que se dedicam a fazer um treinamento especializado, é porque temos na Polícia Militar pessoas que arriscam as suas vidas pela segurança do cidadão”, enalteceu.

Durante a formatura, os sargentos, que recentemente passaram para a reserva remunerada, Evanio Alves, Ailton André, Laercio Oliveira e Valdemir Bispo, respectivamente, Caveiras 04, 07, e 52 foram homenageados pelo comando da Unidade.

O comandante do Coe da PMSE, também fez questão de agradecer aos diversos segmentos sociais e empresariais que colaboraram para a realização do II EATE.

A solenidade contou ainda com a participação do chefe da PM4, coronel Carlos Rolemberg, que na oportunidade, representou o comandante-geral, coronel Marcony Cabral.