PM realiza maior apreensão de maconha do ano na Invasão do Pantanal

A Polícia Militar de Sergipe, em uma operação conjunta entre policiais do Batalhão de Polícia de Radiopatrulha (BPRp), Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) e Grupamento Tático Aéreo (GTA), apreendeu 47 tabletes de maconha prensada, perfazendo cerca de 63 quilos da droga, na manhã desta sexta-feira, 19, na localidade conhecida como Invasão do Pantanal, no conjunto Inácio Barbosa. A ação envolveu 13 policiais das unidades operacionais da PMSE.

Após levantamentos da equipe de monitoramento do núcleo de inteligência do Batalhão de Radiopatrulha, os policiais se dirigiram à Invasão do Pantanal e encontraram a droga em uma casa em construção situada na rua do Meio, s/n. Num primeiro momento, a equipe achou um tablete escondido no telhado da residência, próximo à caixa d’água. Já outro foi encontrado sob algumas telhas, em um terreno baldio localizado ao lado da casa.

Com o apoio do Canil do Batalhão de Choque, a PM recolheu os outros 45 tabletes, que estavam armazenados em dois sacos plásticos, enterrados no quintal da casa em construção. O trabalho foi realizado pelo cão da raça pastor belga malinois, de um ano e meio de vida, cria do Canil do Choque, que tem contribuído para o sucesso de diversas operações policiais voltadas ao combate ao tráfico de drogas.

Na ocasião, foram presos Edmarques Lima Santos, 32 anos, o “Quito”; e Adilho Martins Santos Souza, de 28 anos. O Quito, conhecido como um dos principais traficantes da Invasão do Pantanal, estava com mandado de prisão em aberto por tráfico de entorpecentes. Quanto ao Adilho, este se encontrava em liberdade condicional por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

O major Vítor Anderson, subcomandante do BPRp, ressalta que esta foi a maior apreensão de maconha realizada pela Polícia Militar este ano. “Essa importante prisão feita pelo trabalho de inteligência da PM tira de circulação o principal traficante da região do Pantanal, conhecido como ‘Quito’, contra quem, inclusive, há um mandado de prisão em aberto por tráfico de drogas. Os 62 quilos de maconha apreendidos abasteceriam o tráfico local por uma semana”, declarou o oficial, que esteve à frente da operação.

Os envolvidos e a droga apreendida foram encaminhados ao Departamento de Narcóticos (Denarc) da Polícia Civil.

22 de setembro de 2014|Notícias|