PM intensifica policiamento de trânsito durante o período de Reveillon

A Polícia Militar de Sergipe, por meio da Companhia de Polícia de Trânsito (CPTran) iniciou nessa sexta-feira, 28, a Operação Reveillon. A iniciativa segue até o dia 1º de janeiro e tem a finalidade de reforçar o policiamento em pontos estratégicos do trânsito da capital para combater a criminalidade de forma preventiva e repressiva através de blitz, bloqueios e fiscalização intensa, evitando acidentes, garantindo o direito de ir e vir e a tranquilidade de todos sergipanos e turistas nessa época de muito movimento no Estado.
Em média, 30 policiais e 8 viaturas estarão diuturnamente de prontidão atuando de forma ostensiva nas vias de trânsito da capital, regiões litorânes e nas saídas de Aracaju, que dão acesso as BRs 101 e 235. Além desses pontos, serão cobertas com o apoio da CPTran, as áreas onde os eventos públicos de reveillon terão maior fluxo de pessoas na capital e grande Aracaju.
Também será reforçado o Serviço de Atendimento a Acidentes de Trânsito (Saat), na noite do dia 31, pois no ano passado 13 acidentes com vítimas foram registrados. O cidadão pode acionar a CPTran para atendimento a sinistros com vítimas lesionadas ou fatais, através do 190, bem como envolvimento com embiraguez ao volante e qualquer outro crime. Para acidentes com prejuízos apenas materiais, o cidadão pode ligar para o número 118 da SMTT do seu município.
No mesmo período do ano passado foram registrados, 22 acidentes com 15 pessoas lesionadas e duas vítimas fatais. Alguns desses acidentes foram causados por consumo de bebidas alcoólicas associadas a direção no trânsito, porisso a CPTran lembra que o cidadão pode pagar com a própria vida se insistir nesse ato criminoso. Se o condutor for pego em estado de embriaguez será conduzido à Delegacia, pagará multa e terá a carteira de habilitação suspensa.
“O Reveillon é uma festa onde todos estão envolvidos para a confraternização. Por isso, o relaxamento no trânsito dos condutores é maior que nesse período. Desta forma, é sempre bom lembrar a todos que o trânsito é de responsabilidade do Estado e do cidadão, para que ele, no primeiro dia do ano, ao invés de estar descansando em casa, esteja num hospital ou num cemitério, e assim vire estatística.”, afirma o Cap Silveira, comandante da CPTran.

30 de dezembro de 2018|CPMC, CPTran, Especializadas, Notícias|
Ajustar tamanho da fonte
Contraste