Polícia Militar e Ministério Público debatem sobre as Diretrizes do Estatuto da Igualdade Racial

A parceria pretende incluir o tema nos currículos de formação e atualização da PMSE

A Polícia Militar do Estado Sergipe e a Coordenadoria de Promoção da Igualdade Étnico-Racial do Ministério Público reuniram-se na manhã dessa segunda-feira, 6, para debater as Diretrizes do Estatuto da Igualdade Racial, no que diz respeito, principalmente, ao racismo e a liberdade religiosa.

A reunião contou com a participação do subcomandante da Polícia Militar, coronel Paulo Paiva; do chefe do Estado Maior Geral do Comando do Policiamento da Capital, tenente-coronel Stênio Gonçalo dos Santos; e do Coordenador da Coordenadoria de Promoção da Igualdade Étnico-Racial (COPIER), Luís Fausto Dias de Valois Santos.

Durante o encontro, o coronel Paiva enalteceu a parceria entre as duas instituições e a iniciativa de incluir o tema na grade curricular dos cursos de formação e atualização dos policiais militares. “É importante que nós, da Polícia Militar, abramos espaço em nossos cursos para o debate das questões raciais, preparando os nossos profissionais para desenvolverem suas atividades da maneira mais respeitosa e impessoal possível”, explicou.

Quanto à necessidade de ampliar o debate para os órgãos envolvidos na segurança pública do estado de Sergipe, o coordenador da Coordenadoria de Promoção da Igualdade Étnico-Racial do Ministério Público, Luís Fausto de Valois, disse que vem buscando essa parceria com a Polícia Militar, no sentido de trabalhar as questões do Estatuto da Igualdade Racial, do combate ao racismo e do respeito à liberdade religiosa. “Tenho certeza de que a PM, constantemente parceira do Ministério Público, também será parceira nesse trabalho em prol da sociedade sergipana”, conclui o promotor.

7 de maio de 2019|Destaque, Notícias|