A Semana Nacional de Trânsito (SNT), promovida pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran/SE), marcou seu encerramento com a visita dos alunos do colégio Estadual Presidente Garrastazu Médici e palestra com uma vítima de trânsito, Bryan Thomas, que transformou sua experiência em livro. As atividades nos estandes montados no estacionamento da autarquia também continuaram durante toda a manhã desta sexta-feira, 25.

Cerca de 50 estudantes entre 14 e 18 anos de idade, do 9º ano e dos Ensinos Médio Regular e Técnico participaram de palestras, conheceram os setores do Detran/SE, utilizaram-se dos serviços de saúde dos estandes, como aferição de pressão, e receberam informações sobre Lei Seca. O público pode também conhecer melhor o trabalho da PM, por meio da Companhia de Policiamento de Trânsito (CPTran), Companhia de Polícia Rodoviária Estadual (CPRV) e Grupamento Especial Tático de Motos (Getam).

Segundo a professora Helenizia Cardoso, é importante essa interação entre escola e Detran/SE. “É interessante que eles saibam como funcionam os diversos setores em um órgão que participa tanto da vida da gente. Os alunos que estão aqui têm idade para acessar esses serviços e já lidam com o trânsito. Palestras como essa só agregam valores e os incentivam a transformarem as normas em prática”, falou a professora.

Durante o encerramento, o estudante de design gráfico Braian Thomas, de 18 anos, deu seu relato sobre o fato de ter sido vítima de trânsito e agradeceu a oportunidade de participar do evento. “Por conta de uma ação imprudente, fui vítima do trânsito. Relatei no livro desde o dia do acidente até a recuperação. Como palestrante, essa é a chance que tenho de alcançar muitos jovens e levar essa mensagem para formar pessoas mais conscientes no trânsito”, disse o jovem escritor.

Crianças

Dentro da programação da SNT, os agentes da CPTran visitaram a escola Espírito Santo, no bairro Coroa do Meio, para palestrar sobre Educação no Trânsito. Os alunos, de quatro a dez anos, deram uma lição de atenção às normas de trânsito seguro.

De acordo com o comandante da CPTran, major Fábio Machado, algumas crianças exemplificaram condutas erradas dos pais. “Eles contaram que seus pais às vezes dirigem e mandam mensagens, que as mães ficam se maquiando na direção, estacionam nas vagas de idosos, entre outras coisas. Na palestra, pude reforçar para eles que é preciso chamar atenção dos pais sobre essas condutas erradas e lembrar a importância de se fazer um trânsito seguro”, disse major Machado.

Fonte: Ascom Detran/SE

Última atualização em 25 de setembro de 2015 às 04:01:08.