Desde a segunda-feira, 7, os alunos do Curso de Formação de Oficiais realizam a prática do estágio supervisionado em unidades operacionais da capital, do interior e no Quartel Central Geral (QCG). Os cadetes foram divididos em grupos e ao longo de nove semanas visitarão os locais selecionados em regime de rodízio.

Os discentes, que atualmente cursam o último ano da formação, são orientados por oficiais experientes dessas unidades e seções nas atividades administrativas e operacionais de rotina. A programação semanal inclui o conhecimento dos setores que compõem a unidade operacional, seus responsáveis, as missões e atribuições dos elementos envolvidos, bem como, a participação nas ações preventivas de policiamento, no atendimento de ocorrências e em operações policiais ordinárias e extraordinárias das unidades de área e especializadas.

O estágio supervisionado integra o componente curricular e tem por objetivo preparar o futuro oficial para atuar no serviço de polícia ostensiva, como também, exercer corretamente as funções de comando, imbuído de valores éticos e morais, consciente do papel de responsável pela segurança, orientação e proteção do cidadão, sendo capaz de cumprir seus deveres, dentro de sua missão constitucional.

De acordo com o comandante do Centro de Ensino e Instrução, tenente-coronel Ianderson, “o estágio supervisionado deve proporcionar ao cadete o domínio de instrumentos teóricos e práticos necessários para que executem as funções típicas do oficialato”. Além disso, “busca-se a promoção do desenvolvimento no campo profissional de novos conhecimentos e o contato com diversos espaços profissionais, para que assim, ele possa ampliar seu universo cultural”.

Além do QCG, os cadetes passarão pelo 3º BPM, 8º BPM, 11º BPM, Batalhão de Polícia de Choque, Batalhão de Policiamento Turístico, Batalhão de Polícia Rodoviária, Companhia de Polícia de Trânsito e Esquadrão de Polícia Montada.

Última atualização em 14 de junho de 2021 às 10:18:25.