Na noite dessa terça-feira, 19, chegaram os equipamentos móveis que comporão o Parque Tecnológico de Comunicação Digital da Secretaria da Segurança Pública de Sergipe. O investimento de mais de R$ 24 milhões inicia a execução do serviço em 2016, pela empresa espanhola Teltronic, e colocará Sergipe como o primeiro Estado do Brasil a ter 100% de seu território coberto por comunicação digital.

Uma equipe, formada por cerca de 20 homens do Comando de Operações Especiais (COE), foi ao estado de Recife/PE realizar a escolta armada dos equipamentos que chegaram por transporte aéreo. Nesta primeira etapa da execução, chegaram em Sergipe os rádios móveis que integrarão viaturas, bases móveis e walkie-talkes (rádios de uso individual).

Recebida por servidores da SSP, a chegada dos equipamentos iniciam o planejamento de instalação das torres que serão espalhadas pelo Estado. Essas, são construídas aqui no Brasil e, juntamente com a comunicação móvel dão corpo ao início do novo sistema digital de rádio comunicação. Os próximos carregamentos chegarão por transporte marítimo, devido à complexidade e tamanho das cargas, oriundas do continente europeu.

Parque Tecnológico de Comunicação Digital

Maior integração e agilidade nos atendimentos à população. Essa será a nova realidade das ações da Segurança Pública de Sergipe, com a implantação do novo sistema digital de rádio comunicação. A moderna ferramenta, apresentada em agosto de 2015, promete reduzir o tempo entre uma chamada de uma ocorrência e o seu efetivo atendimento por porte dos órgãos de segurança pública do Estado.

O projeto de implantação prevê que, até maio de 2016, todo o Estado esteja integrado digitalmente. Para tanto, ele vai contar com uma central, 15 estações de rádio-base integradas ao Ciosp, 389 terminais fixos, 971 terminais veiculares com localização GPS, 1659 terminais portáteis e 15 consoles de despacho. A instalação será executada pela empresa espanhola Teltronic, que tem mais de 15 anos de atuação no país, e será a responsável também pela conversão do sistema analógico para o digital.

O moderno sistema de comunicação fará a diferença nas cidades do interior do Estado, já que trará mais qualidade na troca de informações entre as equipes e mais rapidez no atendimento à população, em resposta imediata a ocorrências. A radiocomunicação digital permite o compartilhamento imediato de informações entre Bombeiros, Polícias Civil e Militar e Coordenadoria Geral de Perícias (Cogerp), por meio de redes específicas.

Entre os diferenciais do sistema digital, está a criptografia, que impede a interceptação das mensagens por terceiros. Em caso de perda ou extravio do rádio portátil, ele pode ser desabilitado, impedindo o uso indevido por terceiros. “Dá a vantagem do fator surpresa voltar a ser da Segurança Pública. O que acontecia muito no Rio, por exemplo, antes de ter esse sistema é que o policial chegava e o bandido ouvia a comunicação da polícia. Com a criptografia, volta a ter segurança, pois ninguém intercepta a comunicação. Todos os rádios portáteis com GPS dão a vantagem da prestação de um serviço muito melhor para o cidadão, pois reduz muito o tempo de atendimento a chamada”, explicou o representante da empresa, Paulo Ferrão.

Fonte: SSP/SE

Última atualização em 20 de janeiro de 2016 às 10:19:53.