Na manhã dessa terça-feira, 9 , no Quartel Geral Central da Polícia Militar, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marcony Cabral, recebeu policiais militares que vêm se destacando na música. O objetivo da reunião foi agradecer e parabenizar os policiais pelo talento e desenvolver um projeto para ampliar a divulgação do trabalho dos artistas.

A reunião teve como objetivo agradecer e parabenizar o trabalho que esses policiais desenvolvem junto à sociedade com dom que Deus deu a eles e lançar um projeto que será desenvolvido para dar mais amplitude e divulgação aos artistas da música, das artes plásticas, da poesia, dentre outras áreas que estão presentes na corporação.

O comandante-geral ressalta que a Polícia Militar é uma instituição que presta serviço à sociedade através do policiamento ostensivo e da prevenção da criminalidade, porém é uma corporação humana, feita de seres humanos. Ele explica que o discurso parece redundante, mas  que a Polícia Militar é composta por vários artistas, com muitos dons que, além de trabalhar como policiais militares, também, na vida particular, prestam um serviço artístico à sociedade.

A soldada Bárbara, vencedora do concurso de Música Gospel no município de Nossa Senhora do Socorro, ressalta que a música sempre esteve presente na vida dela e que é uma satisfação grandiosa ser reconhecida dentro da corporação. “Unir as duas coisas que estão presentes em sua vida, coisas que você ama fazer e poder ser reconhecida por isso é muito bom”, disse.

Para o soldado Marcel, que está na corporação desde 2014, essa comunhão de profissões é até um contraste muito interessante, pois,  apesar de lidar com as tensões da sociedade enquanto policial militar, a música serve como uma válvula de escape e que se sente bastante gratificado com os elogios prestados pelo comandante.

Já o soldado F. Bispo relata que está muito feliz com o reconhecimento e,  conforme foi destacado em reunião, é algo novo para a corporação. Ele acredita que com o desenvolvimento desse projeto novos talentos vão aparecer.

O coronel Marcony destaca ainda que esses atos são interessantes, pois aproxima a Polícia Militar em constituição da sociedade e que as pessoas precisam entender que a instituição serve a elas, que somos todas iguais, somos todos pessoas de uma mesma sociedade.

“Parece um discurso redundante, mas não é. É para humanizar mesmo, é para mostrar que a Polícia Militar é feita de heróis anônimos, mas que são pessoas como todos nós, pessoas comuns, pessoas que estão no dia-a-dia desenvolvendo seu trabalho de forma digna, de forma honesta. Fiquei muito feliz em receber esses representantes das artes aqui, equipe que faz  parte da Polícia Militar. Vamos, a partir de agora, buscar divulgar esse trabalho”, afirmou o comandante-geral.

Participaram também da reunião o subcomandante da Polícia Militar, coronel Paiva; o comandante do Policiamento Militar da Capital, coronel Neto;  e o Chefe da 5ª Seção do Estado Maior Geral, tenente-coronel Machado.

Última atualização em 10 de julho de 2019 às 03:34:17.