O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marcony Cabral, participou de reunião com o Governador do Estado  sobre o pagamento dos subsídios aos reformados da PM.  A reunião ocorreu na manhã dessa terça-feira, 16,  na Secretaria de Estado de Administração, em Aracaju.

O coronel Marcony destacou o total interesse que o Governador do Estado, Belivaldo Chagas, tem em resolver o problema. Na ocasião, ainda disse que foi editada uma lei, porém o Tribunal de Contas questionou e recomendou a suspensão dos efeitos dela.

 “Nós firmamos um compromisso aqui, vamos até ao Tribunal de Contas  discutir o que é preciso para ser modificado e se for necessário, numa decisão extrema, mandar outra lei, o Governador já se comprometeu. Senão é corrigir o que tem de ser corrigido e, de imediato, garantir esse direito tão merecido por nossos companheiros da reserva remunerada”, frisou.

Sobre o Apostilamento, o comandante-geral aproveitou para agradecer publicamente ao Governador por ter se sensibilizado com a causa dos companheiros que estão na Polícia Militar, pois as suas famílias vinham sofrendo com a instabilidade se permaneceriam ou não na corporação.

Ele ainda destacou que o Governador do Estado entendeu as argumentações e fez publicar o decreto fazendo o Apostilamento. “A partir de agora, nesse prazo de noventa dias, receberemos a documentação necessária para que possamos, de uma vez por todas, acabar com sofrimento e com essas incertezas que pairavam na cabeça de nossos companheiros. Então, graças a Deus tivemos um dia muito produtivo e que Deus continue abençoando a Polícia Militar do Estado de Sergipe”, conclui.

Estavam presentes na reunião o secretário da Segurança Pública, João Eloy; o subcomandante da PM, coronel Paiva; o Comandante do Policiamento Militar do Interior, coronel Fábio Rolemberg; ex-comandantes-gerais da PM;  deputado Capitão Samuel; além do secretário da Administração Estadual e da Previdência Social e representantes de associações.

 

Última atualização em 18 de julho de 2019 às 07:55:19.