O comandante-geral da Polícia Militar de Sergipe, coronel Marcony Cabral, esteve na sede do Batalhão de Choque, no Bairro Ponto Novo, em Aracaju, para homenagear Mateus Freire, de 16 anos, atleta formado no projeto social da PMSE e atual vice-campeão panamericano de wrestling, modalidade de luta olímpica que mistura força e destreza dos atletas.

Durante o evento, o coronel Marcony destacou a importância do trabalho preventivo realizado pelos policiais militares do Choque. “Não existe uma maneira mais efetiva no combate à criminalidade do que o investimento nas ações preventivas. Tenham a certeza de que, quando vocês contribuem com esse importante projeto social, estão sendo essenciais para o fortalecimento da imagem da nossa Corporação. Se essas famílias deixam os seus filhos participarem das ações desenvolvidas pelo batalhão é porque confiam na Polícia Militar”, afirmou o comandante.

O atleta Mateus comentou sobre a conquista do vice-campeonato panamericano de wrestling, realizado no início deste mês, no México. Ele também destacou o fato de ter se tornado o primeiro sergipano a alcançar essa posição. “É uma grande honra ter chegado a esse nível e, principalmente, pelo fato de ter me tornado o primeiro sergipano a alcançar esse feito. Não tenho palavras para agradecer todo o apoio dado pela Polícia Militar e pela grande importância que o projeto tem em minha vida. Pretendo ter a possibilidade de um dia ajudar outras pessoas, da mesma forma que a Polícia Militar tem nos ajudado”.

As ações do projeto social A Escola Vai ao Batalhão de Choque são realizadas no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (Cfap), da Polícia Militar, que fica localizado no Bairro América, na capital sergipana. O sargento Élvio Marcelo, coordenador do projeto, destacou o objetivo de melhorar a vida dos jovens atendidos pelo projeto. “A conquista do vice-campeonato panamericano do atleta Mateus comprova a importância do esporte como uma das principais ferramentas de caráter preventivo à criminalidade. Hoje, a Polícia Militar, por meio do projeto, é coroada com essa medalha que traduz todo o nosso empenho no combate a violência, seja com o policiamento ostensivo ou em ações preventivas.

Com 10 anos de existência, o projeto social já atendeu mais de 210 jovens. Revelado pelo projeto, Mateus faz parte da seleção brasileira, formada por cinco atletas, dentre eles o atleta sergipano.

Última atualização em 18 de junho de 2021 às 02:38:40.