Na manhã desta quinta-feira, 05, o Comando Itinerante da Polícia Militar, composto pelo comandante-geral, coronel Marcony Cabral, e pelos oficias do Alto Comando da Corporação, visitou a sede do 11º BPM, localizada no município de Tobias Barreto.

A ideia do Comando Itinerante é permanecer próximo da tropa para ouvir as demandas e tentar transformá-las em melhorias para o trabalho dos policiais militares e, consequentemente, para a segurança pública do estado.

Na oportunidade, o Comando Intinerante se reuniu com o comando do 11° BPM para analisar os índices de criminalidade da área, que registrou queda de 71% nos casos de homicídio e de 36% nos casos de roubo, de acordo com o relatório de análise criminal da Agência de Inteligência da Corporação. “Esses encontros apresentam resultados significativos por trazer transparência, nós identificamos as áreas de interesse operacional, que devemos ter mais atenção, fazemos o levantamento das estatísticas e das causas e consequências, e apresentamos aos comandantes dos batalhões para que eles saibam o que está acontecendo naquela área e possa estruturar seu policiamento para combater os problemas”, disse o capitão Lima, chefe do Setor de Análise Criminal.

Para o coronel Marcony, o 11° BPM é um dos batalhões de referência da corporação. “Nós viemos aqui hoje trazer uma palavra de apoio ao comando e aos militares que aqui trabalham, e ouvir deles demandas e necessidades que possam ser sanadas, nos colocar a disposição e traças estratégias para que possamos continuar prestando o excelente serviço que está sendo feito no 11º BPM, ou seja, índices cada vez mais baixos, pois é o que todo sergipano merece, é pra isso que o governador Belivaldo investe, e o secretário João Eloy nos apoia e nos cobra”, disse o comandante-geral.

Além do coronel Marcony Cabral, participaram da visita do Comando Itinerante o comandante do Policiamento Militar do Interior (CPMI), coronel Fábio Rolemberg; o chefe da 5ª Seção do Estado Maior, tenente-coronel Fábio Machado; o comandante do Policiamento Militar da Capital (CPMC), coronel Neto; o chefe do Estado Maior do CPMC, tenente-coronel Gilmar; o comandante do 11º BPM, tenente-coronel Ribeiro; o chefe do Centro de Estatística e Análise Criminal do CPMC, major Clarckson e o chefe do Setor de Análise Criminal, capitão Lima.

Nosso objetivo é comparar os dados anteriores e planejar o policiamento de forma mais técnica, para coibir os pontos negativos, e reduzir os índices criminais”, declarou o coronel Fábio Rolemberg.

No período entre janeiro e julho de 2021, o estado de Sergipe teve redução de 26,3% nas ocorrência de roubo e de 30,79% nos índices de homicídio em relação ao mesmo período do ano anterior.

Na área do 11° BPM, os índices seguiram padrão semelhante de redução, com queda de 36,9% nos casos de roubo e de 73,08% no número de homicídios.

Última atualização em 6 de agosto de 2021 às 10:44:54.