“Somos uma família, a família cavalaria”. É assim que a cabo Gardênia Gomes descreve o Esquadrão de Polícia Montada do Estado de Sergipe (EPMon). O esquadrão foi criado em dezembro de 1990, com o intuito de auxiliar em ações policiais específicas, tornando mais rápidas e eficazes as abordagens em eventos com um grande quantitativo de pessoas ou em lugares de difícil acesso, onde uma viatura não conseguiria atuar de forma tão acessível quanto um conjunto formado por cavalo e cavaleiro.

O EPMon é uma unidade da Polícia Militar que atua de forma diária em todo o Estado, suprindo quaisquer eventualidades que possam surgir nos Batalhões de Polícia Militar. Cotidianamente, a unidade realiza rondas e serviços específicos nos bairros Parque dos Faróis, Conjunto João Alves, Marcos Freire e Fernando Collor, e dessas diligências, os resultados vão muito além das apreensões.

Segundo o comandante do esquadrão, Major S. Junior, a relação entre cavalaria e cidadão vem rendendo muitos frutos. “Atualmente estamos atuando na área do 5ª BPM e frequentemente recebemos ligações de moradores da região agradecendo as ações da cavalaria. Como estamos saturando os índices de criminalidade de uma área específica, os crimes nessa região vêm baixando gradativamente. Essa proximidade, relação e cumplicidade com a população é muito importante. Quando um policial passa a cavalo, as pessoas conseguem identificar que estamos chegando apenas pelo som da ferradura no asfalto, somos sempre recebidos com uma saudação, as crianças ficam muito animadas quando veem o animal, e esse laço de proximidade é importantíssimo pois, a partir dessa confiança, recebemos muitas informações de moradores”, afirmou o Major.

Subordinado ao Comando de Policiamento Militar da Capital (CPMC), o Esquadrão de Polícia Montada atua em média com 6 a 8 conjuntos, contando sempre com o auxílio de quatro viaturas da própria cavalaria. Os veículos são utilizados caso ocorra uma apreensão ou prisão, fazendo com que o conjunto não tenha descontinuidade no serviço, e possa prosseguir normalmente. Nesses casos, a guarnição motorizada é autorizada a encaminhar  os suspeitos ou materiais apreendidos à delegacia. Os policiais da cavalaria atuam em situações específicas, como em campos de futebol e cavalgadas, além de realizar o serviço ordinário de patrulhamento nas ruas.

A cavalaria de Sergipe conta atualmente com um efetivo de 83 policiais, sendo desses, nove policiais femininas. Para atuar na EPMon é necessário passar por um curso de formação com duração de dois meses. O Curso de Policiamento Montado tem o objetivo de capacitar o policial para o trato com o animal, limpeza, noções de veterinária, cuidados diários, preparo de montada, dentre outros temas específicos, que fornecem o suporte necessário para o policial se sentir confiante no contato com o cavalo.

Para a cabo da Polícia Militar, Gardência Gomes, poder unir trabalho e paixão é algo que poucas pessoas conseguem. “Eu sempre fui apaixonada por cavalos, sempre tive um verdadeiro amor por animais, por isso quando eu entrei para Polícia eu sabia onde queria trabalhar. É prazeroso trabalhar com o que você gosta, você sempre acorda com a certeza de que o seu dia será bom, mesmo que ele não esteja tão bom assim. Esse contato mais próximo com os cavalos é maravilhoso, quando uma pessoa me pergunta com o que eu trabalho até me empolgo falando da cavalaria. Gosto muito do meu trabalho e do  ambiente em que atuo. Os colegas de trabalho ajudam bastante, temos um companheirismo muito grande, um contato, você na verdade cria uma família, a família cavalaria. Isso é ótimo, trabalhar com pessoas que você gosta, com pessoas que te tratam bem”,  relatou a policial, que trabalha há sete anos na cavalaria.

O esquadrão conta com três policiais formados em veterinária que são responsáveis pela saúde dos animais. Atualmente, a cavalaria de Sergipe conta com 73 equinos, dentre esses, 17 potros, 4 éguas prenhas e duas estão com potro ao pé, que são os filhotes que ainda estão em período de amamentação.

Para a aposentada Eliane dos Santos, que mora nas imediações do Parque da Cidade há 40 anos, poder conviver próximo à cavalaria transmite muita segurança e alegria. “Eles são meninos muito bons, quando passam por aqui sempre perguntam como estamos. Eu me sinto muito mais segura em saber que a cavalaria está próxima, com certeza a cidade só tem a ganhar com o trabalho deles. É uma alegria muito grande ver esses meninos trabalhando e ajudando a cidade” declarou.

Projeto Remonta

O projeto Remonta surgiu em 2014 devido à necessidade de redução de custos na compra de um animal, além da questão financeira. Outro fator que favoreceu a criação desse projeto, foram os vícios que os animais adquiridos traziam consigo, a maioria desses equinos era adquiridos com uma média de 3 a 4 anos, e realizar a monta no cavalo se tornava um empecilho; diferente dos cavalos nascidos e criados na EPMon, que desde novos são preparados e adestrados para a atuação como cavalos Policiais. Essa ação ocorre em parceria com o Hotel Fazenda Boa Luz, desde então, 19 animais nasceram dessa colaboração. A possibilidade de escolha da raça do cavalo foi outro ponto positivo que o Projeto Remonta trouxe para o esquadrão.

Além do aumento da quantidade de animais, outro benefício observado pelo Major S Junior é a melhoria no temperamento. “A docilidade dos cavalos é um ponto que favoreceu bastante a cavalaria, agora temos o trato com o cavalo desde novo. Esses animais não são apenas bichos, e sim verdadeiros policiais, por isso, é importante termos um maior controle quando falamos de comportamento”, esclareceu.

A iniciativa favorece não apenas a unidade, mas o aumento no número de cavalos beneficia também toda a população. A segurança proporcionada pelo Esquadrão torna-se mais abrangente e econômica. “Quem ganha com essa iniciativa não são apenas os policiais da cavalaria, mas esses ganhos favorecem a parceria entre Polícia e sociedade”, afirmou o Major.

Visitas

O cidadão ou instituição que desejar conhecer o EPMon pode agendar a visita tanto pelo telefone (79) 3215-5967 / (79) 8867-5463 ou mesmo pelo e-mail cavalaria@pm.se.gov.br

Colaboração: Tenente Célio e Sargento Edicley, veterinários do EPMon

Ascom/SSP

Última atualização em 3 de maio de 2017 às 02:07:19.