Nesta quarta feira, 31, em entrevista coletiva, o governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, anunciou que dará continuidade ao toque de recolher até o dia 7 de abril e que as aulas presenciais retornarão somente no dia 3 de maio.

Quanto aos templos religiosos, poderão voltar a promover suas atividades aos sábados e domingos, mas deverão obedecer o horário de restrição e limitar o público a 30% da capacidade normal.

As decisões foram tomadas em reunião com o Comitê Técnico-Cientifico e de Atividades Especiais.

“Precisamos de pelo menos mais oito dias para avaliarmos essa situação. Vivemos períodos diferentes à média de óbitos. NO pico do ano passado tivemos 27 óbitos/dia, hoje estamos com 22 óbitos/dia. Chegamos a ter 167 pacientes, agora tenho 205 pacientes internados em UTI. Isso é preocupante. Não há razão para flexibilizar.” declarou Belivaldo Chagas.

O governador ainda citou uma conversa que teve com o professor da UFS, coordenador da força-tarefa de combate à pandemia, Lyssandro Borges.

“Professor Lysandro, da UFS, me falou que a previsão seria de 38 óbitos/dia até o final do mês de março, ou seja, as medidas que adotamos vêm dando certo. Conseguimos salvar uma média de 13 vidas por dia, se a gente multiplicar por 30, são quase 400 pessoas salvas no mês de março”.

Até o momento, 3.478 pessoas já morreram em decorrência da covid-19 em Sergipe, 173.693 pessoas testaram positivo e 158.089 foram curados.

Ele ressaltou ainda que continua precisando da colaboração da sociedade.

Sobre a vacinação, Belivaldo Chagas falou que os profissionais de segurança pública podem ser vacinados a partir da semana que vem, mas que seguirá uma Nota Técnica 297/21, divulgada pelo Ministério da Saúde.

Última atualização em 31 de março de 2021 às 04:41:59.