É com imenso pesar que a Polícia Militar informa a morte do Coronel Adalberto Cavalcante, por complicações da Covid-19.

Nascido em 20 de maio de 1950 em Aracaju – SE, filho de Jason Cavalcante e Ana Maria Cavalcante, iniciou sua carreira militar como soldado do Exército Brasileiro – 1969, em 1970, após prestar concurso público, entrou na PMSE como aluno do curso de formação de soldado PM, em 1971, prestou concurso para o curso de formação de cabo PM e mesmo sem ser promovido à graduação de cabo PM, prestou concurso para o Curso de Formação de Oficiais PM e foi cursar na Academia de Policia Militar da Bahia Cel. PM Antônio Medeiros de Azevedo (APMB) em 17 de fevereiro de 1973. Em 17 de dezembro de 1976 foi declarado Aspirante-a-Oficial na 24ª Turma denominada de Coronel PM Arlindo Gomes.

 Ao retornar da Academia foi Classificado no Pelotão de Polícia de Trânsito na cidade de Aracaju, de onde foi comandante já no ano de 1977. E no ano seguinte, 1978, contraiu matrimonio com a senhorita Maria Nazaré Cavalcante. No ano de 1982, ainda como aspirante a Oficial PM, implantou juntamente com o então Ten. PM Bezerra e o Asp. PM Santana a Companhia de Polícia Rodoviária Estadual. Em 1983, enquanto estudava na Escola de Educação Física do Exército, no Rio de Janeiro, sua turma foi promovida ao posto de 2º Tenente. Em 1985 foi promovido ao posto de 1º Tenente servindo como Sub CMT da Companhia de Polícia Rodoviária Estadual. No ano de 1986, foi transferido para comandar a Companhia de Rádio Patrulha. E ainda como 1º Tenente assume a função de adjunto da 5ª Seção do EMG.

Sua promoção ao posto de Capitão veio em 1989, e também o comando da 1ª Cia do 1º BPM e instrutor dos cursos de formação de Soldado e Sargento da PMSE. No mesmo ano, vai servir como Comandante da Companhia de Guarda (CPGd). Retorna a CPRv, 1991, para servir como comandante daquela OPM. No início do ano de 1992, é sorteado para servir como Juiz Militar do conselho permanente de Justiça Militar na Auditoria Militar Estadual de Sergipe. Em julho de 1992, deixa o Comando da CPRv e vai cursar na Academia de Polícia Militar General Edgar Facó o Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais PM na Polícia Militar do Ceará.

Ao retornar, 1993, vai servir como Diretor Financeiro do Hospital da Polícia Militar do Estado de Sergipe, e recebe a nota máxima do seu Comandante, Cel. QOS Sávio, Diretor daquela OPM, para a promoção ao posto de Major. Sendo assim, vai servir como subchefe da Casa Militar do Governador João Alves Filho. Só saindo da CAMIL no primeiro ano do Governo de Albano Franco. Indo servir como comandante da Companhia de Polícia Militar de Lagarto (Hoje 7º BPM) e acumulando a função de delegado de Polícia Judiciária daquele município.

No ano de 1996, é promovido ao posto de Ten. Cel. PM e vai comandar o 2º BPM na cidade de Propriá. Retorna à capital pra servir como Chefe do EMG do CPMI e por determinação do Sr. Cel. EB Pedro Paulo da Silva, Comandante Geral da PMSE, vai servir e implantar o 6º BPM na cidade de Estância, sul do Estado de Sergipe. Com a mudança do Comando Geral da PMSE, o então TC PM Cavalcante, é transferido pra servir como Chefe da 3ª Seção do EMG da PMSE acumulando a função de Chefe da 2ª Seção do EMG.

Serviu como chefe do EMG do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe, e como Chefe da 1ª Seção do EMG antes de ser Comandante do 3º BPM (Itabaiana). Em julho de 2000 fez o Curso Superior de Polícia em Alagoas e em seguida assume o Comando do Policiamento Militar da Capital. Em 2001 é promovido a Coronel PM e passa a ser o chefe da coordenadoria geral de operações da PMSE. No ano de 2002 passa a servir como chefe da Assistência Militar da Assembléia Legislativa do Estado de Sergipe.

Em janeiro de 2003, o Coronel PM Cavalcante assume a função de Secretário Chefe da Casa Militar do Governo do Estado de Sergipe. Passando para reserva remunerada da Polícia Militar em julho de 2005. Após mais de quatro anos na reserva, o Cel. Cavalcante é convocado servir como Juiz Militar do Conselho Especial de Justiça Militar.

Ao longo de sua exitosa carreira, recebeu as seguintes condecorações: Medalha Militar de Bronze, Medalha Militar de Prata, Medalha Militar de Ouro, Mérito Policial Militar da PMSE, Diploma de Amigo da Polícia Militar do Estado de Sergipe, Diploma de Amigo do Departamento de Polícia Rodoviária Federal e no último dia 12 de janeiro o Diploma de Amigo da 19ª Circunscrição do Serviço Militar do Exército Brasileiro.

Cel. Cavalcante era bacharel em direito e durante o tempo que passou na reserva remunerada, trabalhou como advogado, mas com a sua convocação para o serviço ativo da PMSE, renunciou os mandatos jurídicos por não poder servir como advogado.

O corpo está sendo velado na Osaf da rua Itaporanga, no centro, com saída prevista para as 15h, com destino ao município de Carmópolis, onde o corpo será sepultado.

A Polícia Militar presta solidariedade à família e aos amigos para que possam enfrentar essa imensurável perda com serenidade, ao mesmo tempo em que se coloca à disposição.   

Última atualização em 16 de julho de 2021 às 08:42:27.