A capacitação teve o objetivo de especializar policiais para atuar em intervenções de alto risco

O capitão Irlan Massai Calaça, do Comando de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar do Estado de Sergipe, concluiu com êxito o 5º Curso de Contraterrorismo da Guarda Nacional Republicana (GNR) nesta sexta-feira, 4. A capacitação aconteceu entre os meses de julho e outubro, na cidade de Lisboa, Portugal.

Com carga horária total de 970 horas/aulas, o curso teve o objetivo de especializar policiais para atuar em intervenções de alto risco, como ações de contraterrorismo e crises com reféns em aviões, trens, ônibus e embarcações, além de cuidados médicos em ambiente tático e operações internacionais.

Durante as instruções promovidas pelo Grupo de Intervenção em Operações Especiais, unidade de elite da GNR, os alunos efetuaram mais de 3.000 disparos com até 20 modelos diferentes de armas, entre pistolas e metralhadoras calibre .50.

Para o oficial, que é o segundo Brasileiro a concluir a qualificação, apesar de extremamente exigente, o intercâmbio foi muito proveitoso e trará muitos frutos para o desenvolvimento técnico das atividades realizadas pelo COE em prol da Segurança Pública do Estado de Sergipe. “O padrão Europeu de seriedade utilizado na atuação contra o terrorismo e em ocorrências de crise com reféns deve servir como modelo para nosso planejamento estratégico, pois uma unidade que tem como principal missão ser o último recurso do estado contra a violência, não pode se dar ao luxo de estar desatualizada do que há de melhor em tecnologia e treinamento no mundo”, destacou o capitão Calaça.

 

Última atualização em 4 de outubro de 2019 às 10:34:39.