Consecutivas diminuições das taxas de homicídios afastam Aracaju de incômodo ranking. Capital figurava entre as mais violentas desde 2015, segundo a ONG

Aracaju deixou a lista das cidades mais violentas do mundo, segundo a Organização Não Governamental (ONG) Seguridad, Justicia y Paz – em português, Segurança, Justiça e Paz. A queda do número de homicídios, que vem sendo registrada desde 2016, influenciou diretamente na retirada da capital sergipana dos indicadores da organização mexicana. Os números utilizados foram cedidos pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) e a pesquisa foi divulgada na última terça-feira, dia 20.

Entre 2016 e 2020, houve uma queda de 41,9% na quantidade de homicídios em Sergipe, o que, por consequência, também refletiu no número de vidas preservadas em Aracaju. Na capital, um dos bairros antes tido como um dos mais violentos de todo o estado, o Santa Maria, teve diminuição de 70,4% entre 2016 e 2020. No ano passado, Sergipe foi o único estado do Nordeste que apresentou reduções nos casos de homicídios dolosos, segundo o Anuário Brasileiro da Segurança Pública.

De acordo com o levantamento feito pela organização mexicana, no ano de 2015, a capital sergipana ocupava a 38ª posição do ranking das cidades mais violentas do mundo. Os índices de criminalidade subiram no ano de 2016 e Aracaju passou a ocupar o 12º lugar nos dados da ONG. Com a intensificação do enfrentamento à criminalidade, com as ações de integração das forças de segurança pública e identificação da mancha criminal, a cidade passou a estar na 18ª posição, em 2017.

No ano seguinte, 2018, Aracaju passou a figurar no 25º lugar. No biênio 2019-2010, os dados apresentados retiram Aracaju do ranking das cidades mais violentas do mundo, elaborado pela ONG Seguridad, Justicia y Paz. No Brasil, a entidade leva em consideração dados do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

Segundo a organização, o critério para a retirada de uma cidade da lista das localidades mais violentas do mundo é atrelado à quantidade de homicídios diante da população local. “Por ter uma taxa de homicídios de 32,57 por 100.000 habitantes e estar abaixo da cidade na posição 50, essa cidade sai do ranking”, contextualizou a ONG.

Ainda de acordo com a entidade Seguridad, Justicia y Paz, na pesquisa dos indicadores da violência de 2020, a cidade mais violenta do mundo, Celaya, fica localizada no México. A ONG também detalhou que das dez mais violentas, sete são mexicanas; e de todas as 50, 18 estão no México. Conforme a entidade, as cidade brasileiras mais violentas são Feira de Santana (BA), Fortaleza (CE), Mossoró (RN), Vitória da Conquista (BA), Salvador (BA), Rio Branco (AC), Maceió (AL), Recife (PE), Caruaru (PE), Natal (RN) e Teresina (PI).

                                                                                                                                                                                                                      Fonte: Ascom/SSP

 

Última atualização em 23 de abril de 2021 às 11:18:31.