A Polícia Militar do Estado de Sergipe, através da 2ª Seção do Estado Maior, Batalhão de Polícia de Radiopatrulha, 5º Batalhão de Polícia Comunitária, Companhia de Polícia Rodoviária Estadual e Pelotão de Polícia Ambiental, realizou a Operação Luxúria no sábado, 22, em Nossa Senhora do Socorro.

A ação foi provocada por ofício expedido pelo promotor Luís Fausto Valois, da 1ª Procuradoria Cível da Comarca de Nossa Senhora do Socorro, que dava conta de uma denúncia do Conselho Tutelar do 1º Distrito de Socorro, solicitando a coibição de diversos delitos em povoados socorrenses, como tráfico de drogas, perturbação do sossego e prostituição infantil. De acordo com a solicitação, estavam acontecendo raves numa propriedade rural localizada no Povoado Palestina II, inclusive com a presença de grande número de menores.

A Operação foi deflagrada no início da madrugada do sábado, 22, após as equipes de inteligência informarem o momento mais apropriado. No local, a polícia identificou a presença de aproximadamente 300 pessoas, entre homens e mulheres, e dois veículos utilizando equipamento de som em volume extremo. A partir daí, foi feita a entrada tática com a tropa do 5º BPCom, que providenciou separar homens e mulheres e controlar a entrada e saída no local.

Após a realização de buscas e abordagens, os agentes de proteção do Conselho Tutelar se encarregaram de identificar os adolescentes presentes e conduzi-los para um micro-ônibus, ficando sob a responsabilidade do próprio Conselho. A equipe da Secretaria de Finanças identificou que não havia alvará de funcionamento do estabelecimento, determinando o seu fechamento.

O PPAmb e a Guarda Municipal de Socorro ficaram responsáveis por identificar e abordar os veículos com som tipo paredão e a CPTran pela abordagem e busca nos veículos. No local, a guarnição do PPAmb flagrou um veículo Celta e outro Scenic, com as malas abertas e equipadas com aparelhagem de som extremamente potentes.

Na abordagem, os militares do Pelotão Ambiental já perceberam que o som emitido estava com volume abusivo e, após a aferição sonora feita pelos agentes da Guarda Municipal de Socorro, a guarnição composta pelo sargento Cristo, cabos Paulo, Oliveira Alves e Glaucus apreendeu os equipamentos e conduziu os infratores à Delegacia de Apoio a Grupos Vulneráveis de Nossa Senhora do Socorro.

Resultado

Durante a Operação, 20 adolescentes foram identificados visualmente ou declarados aos Conselheiros Tutelares; seis pinos com cocaína e duas trouxinhas foram abandonados e apreendidos. Ainda no decorrer da ação, Átila Fernandes Rodrigues Aragão, de 20 anos, e Carlos Roberto dos Santos, de 34 anos, foram detidos por perturbação do sossego/uso abusivo de som veicular.

Participação

A ação também contou com a participação da Polícia Civil, através da Delegacia de Atendimento aos Grupos Vulneráveis de Nossa Senhora do Socorro, Guarda Municipal de Socorro, Secretaria de Finanças de Socorro, Conselho Tutelar do 1º Distrito e uma representação da Vara da Infância e Adolescência de Nossa Senhora do Socorro.

Última atualização em 24 de novembro de 2014 às 04:36:21.