A Polícia Militar de Sergipe esteve unida à Petrobras e a órgãos públicos municipais e estaduais, na manhã desta terça-feira, 16, a fim de declarar guerra ao mosquito Aedes aegypti. A campanha percorreu seis bairros da capital, vistoriando residências e estabelecimentos comerciais, a fim de orientar a população com panfletos educativos e inibir possíveis focos do mosquito Aedes aegypti, vetor de doenças como a dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela urbana.

A ação durou toda a manhã, entre as 7h e as 13h, e foi concluída com resultados positivos. Os esforços conjuntos somaram 2.086 imóveis visitados e atuação em outros 777 fechados; 119 focos foram encontrados pelas equipes. Os voluntários percorreram 133 condomínios residenciais, adentraram 2.520 apartamentos, um cemitério, 30 prédios comerciais e atingiram uma população estimada em 13.818 pessoas.

Ao todo, foram mobilizados 663 profissionais e voluntários, entre oficiais e alunos do Curso de Formação de Soldado (CFSd) da Polícia Militar de Sergipe, voluntários da Força de Trabalho da Petrobras, agentes de endemias da Secretaria Municipal de Saúde, profissionais de saúde da Secretaria de Estado de Saúde e agentes de trânsito da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) de Aracaju.

Neste primeiro momento, a ação preventiva contemplou seis grandes áreas adjacentes à sede da Petrobras e ao Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP) da Polícia Militar. Foram alcançados os bairros América, Siqueira Campos e Jabutiana, além dos conjuntos Sol Nascente, Santa Lúcia, Costa e Silva e Castelo Branco I e II. O contingente esteve subdividido em 10 grupos de trabalho por área, perfazendo um total de 60 equipes em campo.

A força-tarefa teve ainda o apoio de 27 viaturas para recolhimento de objetos que pudessem se tornar potenciais criadouros de larvas do mosquito Aedes aegypti. “Comemoramos os resultados positivos desta primeira ação, frisando que a população foi bastante receptiva ao trabalho dos policiais e demais agentes envolvidos nesta campanha. A iniciativa reflete o compromisso da Polícia Militar e da Petrobras, unidas aos órgãos do poder público, para garantir a saúde e do bem estar dos cidadãos, a partir do enfrentamento à proliferação do mosquito Aedes aegypti”, evidenciou o tenente-coronel Paulo Paiva, relações públicas da PMSE.

Última atualização em 16 de fevereiro de 2016 às 06:59:17.