A Polícia Militar de Sergipe, através do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM), realizou uma operação, na noite de quarta-feira, 12, com o objetivo de reforçar o policiamento ostensivo e prevenir a prática de crimes no município de Canindé de São Francisco, a 213 quilômetros da capital sergipana. A ação foi comandada pelo major Fábio Rolemberg, subcomandante do 4º BPM, e empregou o efetivo local.

Durante a operação, os policiais efetuaram abordagens a veículos e pessoas, no trecho compreendido entre a rodovia SE 230 e a avenida João Alves, nas proximidades do forródromo do município. Em meio às ações de fiscalização, os militares registraram diversas infrações administrativas, praticadas especialmente por condutores de motocicletas.

Como resultado, a equipe do 4º Batalhão lavrou 25 autos de infrações administrativas, apreendeu oito motocicletas com licenciamento vencido e recuperou uma motocicleta com restrição de roubo/ furto. Foram confeccionados três relatórios de ocorrência policial em virtude de condução de moto por adolescentes, sendo um, inclusive, autuado por direção perigosa. Este tentou empreender fuga, mas foi perseguido e apreendido pelos militares no bairro Agrovila.

As ocorrências relativas à restrição de roubo e furto e as envolvendo os adolescentes foram encaminhadas à Delegacia de Canindé para adoção das medidas pertinentes.

Vale ressaltar que a operação teve uma repercussão positiva junto à comunidade de Canindé, que colaborou com o trabalho da Polícia Militar na localidade. “O resultado pôde ser imediatamente observado pela tranquilidade instalada na área central do município, sem que houvesse quaisquer tipos de alterações administrativas ou penais durante toda a noite e madrugada de operação”, destacou major Rolemberg.

De acordo com o oficial, as operações de reforço do policiamento em Canindé serão contínuas e previamente agendadas pelo tenente-coronel Ianderson, comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar. “O intuito é manter a tranquilidade e a paz social através do trabalho preventivo e ostensivo da PM, reprimindo, se preciso for, as ações de pessoas ou grupos criminosos na região”, ressaltou major Rolemberg.

Última atualização em 13 de novembro de 2014 às 05:13:59.