A Polícia Militar de Sergipe, através do Comando de Policiamento Militar do Interior (CPMI), realizou na manhã desta quarta-feira, 15, uma reunião para viabilizar estratégias e condições necessárias para garantir o cumprimento da reintegração de posse de um imóvel situado na entrada da cidade de Pirambu, distante 76 quilômetros da capital sergipana.

Estiveram presentes na reunião o comandante do CPMI, tenente-coronel Eliziel, comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Ianderson, comandante da 1ªCia/2ºBPM (companhia da área), capitão Jorge Cirilo, representando o comando do Esquadrão de Polícia Montada (EPMon), capitão Jeferson, representando o Batalhão de Polícia de Choque (BPChq), capitão J. Nascimento, representando a Assessoria de Comunicação da PM, capitão Donato, integrantes do Grupo de Gestão de Crises e Conflitos (GGCC), além do coordenador do Centro de Referência da Assistência Social e representante da Prefeitura local (CRAS), Célio dos Santos Biriba, os oficiais de Justiça do referido município, Monique Lima Melo e Rosinaldo Silva Junior, e proprietários dos imóveis em questão, Olavo Seixas, Augusto Brasil e Elinaldo Santana.

Durante a reunião, foram traçadas ações para o devido cumprimento da determinação apresentada no processo, bem como viabilizado apoio logístico necessário para realizar a desocupação da área, de modo a garantir as condições de suporte às 400 famílias que serão retiradas do imóvel.

Conforme acordado entre os presentes, as famílias que ocupam a propriedade terão o prazo de saída, de forma voluntária, até a próxima quarta-feira, 22 de abril.   Caso o período de retirada não seja respeitado, a qualquer momento, após a referida data, pode ser executada a operação policial de reintegração de posse do terreno.

Segundo o tenente-coronel Eliziel, “a reunião foi importante porque contou com a presença de representantes do Judiciário, dos proprietários do imóvel em questão, representantes da Prefeitura de Pirambu, de tal forma que se garanta todo o aparato logístico para o cumprimento da reintegração de posse, com a atuação de cada um em suas competências. O mais importante é que o planejamento estratégico montado pela PM foi aprovado pelos presentes. Mesmo assim, esperamos que as famílias que ocupam o terreno retirem-se do local de forma pacífica”.

 

 

 

 

 

 

 

 

Última atualização em 15 de abril de 2015 às 02:59:34.