A Medalha é a mais alta homenagem concedida pela Polícia Militar e visa notabilizar e premiar militares, civis e instituições que tenham relevantes serviços prestados à Corporação. 

Na manhã desta quinta-feira, 27, a Polícia Militar de Sergipe concedeu a Medalha Alferes Tiradentes a autoridades militares e civis que contribuíram com a Corporação. Dentre os agraciados estavam o comandante do 28º Batalhão de Caçadores, coronel de Infantaria Marco Aurélio Magalhães; o comandante da Capitania dos Portos, capitão-de-Mar e Guerra Guilherme Conti Padão; a secretária de Estado da Saúde, Mércia Simone Feitosa e a secretária Municipal da Saúde, Waneska de Souza Barboza. 

A solenidade de condecoração ocorreu no Salão Nobre do Quartel Central Geral (QCG) da PMSE, em Aracaju, e contou com a participação do comandante-geral, coronel Marcony Cabral, que enalteceu a parceria entre a Polícia Militar e as secretarias de saúde do Estado e do Município, no combate a pandemia da Covid-19. 

“A homenagem é para agradecer e reconhecer o valor dos profissionais de saúde de Sergipe, verdadeiros anjos da guarda, representados aqui pelas suas respectivas secretárias. Com certeza, eles contribuíram para que os policiais militares pudessem trabalhar com mais tranquilidade e enfrentar os desafios no campo da segurança pública. É uma missão que não tem preço, por isso gostaria de agradecer a todos vocês”. 

Para o comandante da PM, os profissionais de saúde têm feito um grande trabalho em defesa dos sergipanos e nada mais justo do que uma homenagem com a maior Comenda da Polícia Militar, a Medalha Tiradentes.  

“As secretárias de saúde Mércia Feitosa e Waneska Barbosa têm demonstrado muita competência na condução de duas pastas tão difíceis, principalmente num momento de pandemia. Por isso, é com muita satisfação que fazemos esse reconhecimento e reafirmamos ainda mais a parceria entre a Polícia Militar e as secretarias de Estado e Municipal da Saúde, com o objetivo de atender melhor o povo sergipano”, explicou. 

Mércia Feitosa enalteceu o fato de Sergipe estar entre os quatro Estados brasileiros que conseguiram vacinar cem por cento dos seus profissionais da segurança pública. “A pandemia trouxe para nós um olhar humanizado que nos ajudou a entender que a Polícia Militar está na linha de frente. Logo, o reconhecimento do esforço da secretaria e da sua equipe representa a certeza da missão cumprida com o grupo da segurança e das Forças Armadas, que são imprescindíveis no combate a pandemia, desde a fiscalização das normas de distanciamento social até o acompanhamento no recebimento e na distribuição das vacinas. Receber essa homenagem mostra a nossa união e parceria para enfrentarmos juntos essa grande batalha”, comentou a secretária de Estado da Saúde, que prometeu continuar avançando na vacinação dos sergipanos. 

A secretária municipal de saúde também exaltou a parceria entre as instituições. “Para mim, que um dia fiz parte do Quadro Médico desta Corporação, é uma honra receber essa homenagem. Eu agradeço a todos da Polícia Militar, representados pelo seu comandante, e reafirmo o meu compromisso, enquanto secretária de saúde, de continuar lutando para sairmos desse período difícil”, comentou Waneska Barbosa. 

O coronel Marcony Cabral deu continuidade a solenidade de entrega da Medalha Alferes Tiradentes com as homenagens e o reconhecimento da boa relação entre os militares sergipanos e as Forças Armadas.

O momento de distanciamento acabou prejudicando a nossa tradição de constante parceria, mas isso não comprometeu a nossa interação e amizade. Saibam que a Polícia Militar é uma extensão das Forças Armadas em nosso Estado e, por isso, é uma honra muito grande homenagear o comandante do 28º Batalhão de Caçadores e da Capitania dos Portos em Sergipe. 

Em resposta às homenagens, o comandante da Unidade do Exército Brasileiro em Sergipe, coronel Magalhães, falou da honra em receber a condecoração. 

“É uma alegria estar aqui hoje, pois todas às vezes que estivemos juntos durante as missões realizadas em conjunto, a Polícia Militar nos apoiou de maneira incondicional. Quando solicitamos a contribuição da PM fomos prontamente atendidos, fortalecendo ainda mais essa tradição de trabalho coletivo. Nós, como militares, viajamos o Brasil inteiro e, em alguns casos, até o exterior, mas aqui em Sergipe, eu pude perceber o valor imensurável da PMSE e comprovar o quanto podemos confiar nessa Corporação. Essa medalha representa muito. Eu nunca esquecerei a minha passagem pelo Estado de Sergipe e a minha convivência com uma instituição tão valoroza como é a Polícia Militar. 

Além dos homenageados, estiveram presentes na solenidade o subcomandante da PMSE, coronel Paulo Paiva; o chefe da 2ª Seção do Estado Maior, coronel Edênisson da Paixão; o Chefe da 6ª Seção do Estado Maior, coronel Reinaldo Correia de Moura, o chefe da 5ª Seção do Estado Maior, tenente-coronel Fábio Machado e o ajudante-geral, tenente-coronel Jailson de Araújo.

 

 

 

Última atualização em 28 de maio de 2021 às 08:54:23.