A Polícia Militar do Estado de Sergipe vem a público divulgar o resultado dos trabalhos realizados durante as eleições suplementares do município de Riachão do Dantas.

Após reunião com membros do Tribunal Regional Eleitoral (TER) nessa quarta-feira, 28, a corporação começou os preparativos para o planejamento de segurança para o pleito eleitoral. Nesse encontro foram definidas as diretrizes necessárias e toda a logística necessária para garantir uma eleição tranquila e em conformidade com a legislação.

Ainda na quarta-feira, foram enviados reforços militares ao município e povoados vizinhos. O intuito inicial foi reconhecimento dos locais de votação para formular o planejamento estratégico de alocação das equipes, bem como prover o policiamento ostensivo na região.

A operação teve início oficial nessa sexta-feira, 30. A PMSE deu apoio ao cumprimento de alguns mandados de busca e apreensão que foram expedidos pelo juiz eleitoral da 4ª Zona Eleitoral, Eládio Pacheco Magalhães. Alguns materiais foram apreendidos, dentre os quais, um cofre que foi levado ainda fechado para averiguação na delegacia da região.

Já neste domingo, 01, dia em que ocorreu a eleição em Riachão do Dantas, o juiz eleitoral da 4ª Zona expediu mais quatro mandados de busca e apreensão que foram cumpridos com o apoio de policiais militares, no entanto nenhuma irregularidade foi constatada.

“Agradeço o trabalho da Polícia Militar pelo grande efetivo, por conta disso a eleição tem transcorrido em um clima pacífico. Ao todo foram monitoradas 55 seções de votação, nas quais todas contaram com o apoio de policiais para atender qualquer tipo de situação que pudesse atrapalhar de alguma forma o pleito eleitoral. Além disso, contamos com o auxílio de várias unidade especializadas no patrulhamento da cidade”, disse o juiz.

O comandante geral, coronel Marcony, fez questão de acompanhar de perto todo o andamento da operação na sala de monitoramento, analisando os dados e atuando diretamente na gestão do policiamento dos quase 200 militares empregados na eleição.

Segundo o subcomandante, coronel Paiva, o clima foi de absoluta tranquilidade e ordem, tanto em Riachão do Dantas quanto nos povoados que o cercam.

“A Policia Militar operou com um grande reforço nos 22 locais de votação desde a última quarta-feira, onde foram realizadas várias diligências, não só através das denúncias das coligações envolvidas nas eleições, mas também através de eleitores anônimos nos informando sobre possíveis crimes eleitorais”, relatou o coronel.

O comandante do policiamento das eleições suplementares, coronel Moura, fez questão de ressaltar que o policiamento atuou de forma preventiva e de acordo com as demandas que surgiram durante o pleito eleitoral, sejam através da Justiça Eleitoral, denúncias dos cidadãos, ou por atos flagrados pelos policiais durante a execução dos trabalhos.

“Desde quarta-feira a corporação vem desenvolvendo uma operação específica. O clima foi de absoluta tranquilidade, tivemos policiais empregados do serviço extraordinário e das unidades especializadas realizando um excelente trabalho nessa eleição”, frisou o coronel Moura.

A eleitora Regina Ávila, fez questão de demonstrar sua satisfação em poder exercer seu direito ao voto de forma pacífica, tranquila, e dentro dos princípios legais.

“Eu acredito que o voto é a maior arma que temos para lutar por equidade, qualidade de vida, saneamento básico, coisas essenciais e que na maioria dos municípios não conseguimos encontrar. É o momento que decidimos de quem cobrar no futuro, pois o voto é sinônimo de confiança, vender o voto é perder o direito de exercer a cidadania e a democracia”, destacou a eleitora.

A Polícia Militar agradece a cordialidade de todos os eleitores, aos membros do Tribunal Regional Eleitoral, Ministério Público do Estado de Sergipe, Poder Judiciário, e demais envolvidos no processo eleitoral suplementar realizado no município de Riachão do Dantas.

Última atualização em 3 de setembro de 2019 às 02:56:22.