A Polícia Militar do Estado de Sergipe participou nessa segunda-feira, 1º, da primeira Oficina de Planejamento Estratégico, que consiste na segunda etapa do processo que vem sendo construído em conjunto com os órgãos e entidades integrantes da estrutura administrativa do Poder Executivo Estadual. O objetivo é elaborar o Plano Estratégico do quadriênio 2019-2022.

O evento aconteceu na Fundação Estadual de Saúde (Funesa), e além da Polícia Militar, representada pelo seu comandante-geral, coronel Marcony Cabral, pelos capitães Alyssson Cruz e Jucimary Moura, auxiliares da Assessoria de Planejamento da PM, reuniu também todo o 1º e 2º escalões do governo. Segundo o capitão Alysson Cruz, “esta Oficina de Planejamento Estratégico é uma ação muito promissora do Governo do Estado e de toda equipe técnica, pois, para alcançarmos melhores índices de desenvolvimento humano, qualidade de vida, distribuição de emprego e renda e de segurança pública, precisamos traçar e alinhar o planejamento”.

Também presente durante as atividades, a vice-governadora Eliane Aquino ressaltou que o planejamento norteará todo o trabalho realizado nas pastas do governo. “O que nós queremos é que as políticas públicas tenham realmente uma diretriz e um norte para poder chegar na porta. Nós sabemos da dificuldade financeira, temos grandes desafios pela frente, que é arrumar Sergipe financeiramente, mas eu acredito muito que dando essa linha estratégica dentro do planejamento  cada um sai com uma visão mais unificada do governo. E aí, com certeza, ao longo dos próximos anos, nós teremos resultados muito positivos e voltaremos a ter Sergipe nos trilhos como ele merece”.

Durante o turno da tarde, a diretora-geral da Funesa e analista educacional, Lavínia Aragão, realizou a Exposição Dialogada sobre o Balance Scorecard-BSC. Após a apresentação, todos os gestores foram divididos em grupos para a construção de objetivos estratégicos, que, de acordo com Lavínia, facilitam o desenvolvimento de consenso grupal entre as pastas, e a dinâmica deverá se manter nos próximos encontros.

“Uma vez validado os objetivos estratégicos por todos nós e pelo governador, eles entram no nosso mapa estratégico que vai ser composto pela missão, visão e valores e mais esses objetivos. A partir daí, vão se dar os desdobramentos com as oficinas, que vão acontecer com os órgãos agora no mês de abril. Depois, até julho, tem o afinamento, que é da escrita desse instrumento e ao longo de todo o ano tem a parte do monitoramento e avaliação desse instrumento”, explicou.

Ao final do seminário, Belivaldo elogiou a iniciativa do planejamento estratégico para os próximos anos, realizou apontamentos e destacou que agora, cada grupo deverá debater e detalhar os objetivos apontados no documento para aprimorá-lo.

“Agora, temos a necessidade de ampliar a discussão, vamos tentar encaminhar essas alterações agora em abril e melhorar o planejamento. Acho extremamente válida a iniciativa e agradeço a presença de todos. Mas não vamos parar por aqui, devemos tentar ampliar, pensar em mais ações para o Governo e, claro, precisamos dialogar”, enfatizou o governador.

Com informações da ASN.

 

 

 

Última atualização em 2 de abril de 2019 às 05:46:06.