Cobertura foi ampliada nos últimos anos para atender as áreas comerciais e o trade turístico da capital

A Secretaria de Segurança Pública de Sergipe conta com um sistema de inteligência por monitoramento 24 horas por dia conhecido como Circuito Fechado de Televisão (CFTV) nos locais mais frequentados da capital sergipana. Atualmente, a SSP disponibiliza 51 câmeras de segurança no Centro, Orla de Atalaia e bairros Siqueira Campos e 13 de Julho.

O objetivo é prevenir o delito e prender criminosos em tempo real a partir de um simples acionamento da polícia por parte dos monitoradores do CFTV, sem que a vítima de determinado crime precise acionar o 190. O CFTV e os atendimentos de emergência ao cidadão são um dos serviços ofertados pelo Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp).

De acordo com o diretor do Ciosp, tenente-coronel William Nascimento, inicialmente esse sistema foi implementado no ano de 2009 com 25 câmeras e hoje conta com 51 câmeras em plena atividade. “Em suma, aumentamos em mais de 100% as câmeras instaladas desde sua implantação e também ampliamos o número de ruas e avenidas cobertas pelo serviço”, destacou o oficial.

Há sete anos, apenas algumas ruas do centro de Aracaju e a avenida Francisco Porto tinham câmeras de monitoramento. “Hoje, são 51 dando cobertura aos locais de maior mobilidade urbana do Centro de Aracaju, a exemplo dos calçadões das ruas João Pessoa e Laranjeiras, Rodoviária Velha, Praça Fausto Cardoso, rua Itabaianinha, Avenida Coelho e Campos (Mercado), além do bairro Siqueira Campos, nas ruas Mariano Salmeron, Santa Catarina e Gentil Tavares (Avenida Canal), bairro 13 de Julho e Orla da Atalaia”, disse.

O diretor do Ciosp enfatiza que o monitoramento eletrônico é estratégico para a segurança pública dos aracajuanos e turistas. “É importante porque conseguimos reduzir a quantidade de delitos praticados nessas áreas cobertas, uma vez que o operador do CFTV ao constatar o cometimento ou suspeita de prática de crime, gera uma ocorrência para “pronto atendimento”. O sistema ainda permite elucidar alguns crimes que são investigados pela Polícia Civil ou em andamento na Justiça, pois as imagens ficam armazenadas por um período de tempo legal e podem ser solicitadas pelas autoridades competentes para servir de provas”.

Fonte: SSP/SE

Última atualização em 26 de abril de 2016 às 03:58:37.