Sete pesquisas foram apresentadas a respeito das temáticas de violência doméstica, homicídios e adolescentes em conflitos com a lei

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), por meio do Núcleo de Análises e Pesquisas em Políticas de Segurança Pública e Cidadania (Napsec), apresentou nesta quinta-feira, 30, na Academia de Polícia Civil (Acadepol) o resultado de pesquisas financiadas pelo governo do estado, solicitadas pela SSP/SE através da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec-SE). Na ocasião, foram apresentadas temáticas de violência doméstica, homicídios e adolescentes em conflitos com a lei.

O evento tem como objetivo apresentar as pesquisas realizadas, bem como fomentar a discussão de políticas públicas no combate e prevenção da violência e da criminalidade no estado. “Essas pesquisas são financiadas pelo Governo do Estado e desenvolvidas através de uma parceria existente entre a SSP, a Fapitec e as universidades. Todas as pesquisas estarão disponíveis no site da SSP, à disposição de toda a população que quiser consultar e entender com mais detalhes”, frisou Adriano Oliveira, coordenador da Napsec.

Abigail Souza, da Coordenação de Prevenção à Violência e à Criminalidade da Secretaria de Segurança Pública (CPVC/SSP), frisou a importância do estreitamento de relações com a Fapitec. “O objetivo é trazer a execução da política pública com esse viés acadêmico, através do núcleo de pesquisa, o Napsec e os pesquisadores. Com a finalização dessas pesquisas, a secretaria de segurança estará trabalhando com dados fidedignos e isso causa uma importância ainda maior”.

Os temas abordados são importantes para que a SSP tenha acesso de forma detalhada a como eles acontecem na nossa sociedade. São sete projetos: quatro deles sobre violência doméstica e os outros de conflito com a lei e de homicídios.

O diretor técnico da Fapitec, Ronaldo Guimarães, acredita muito na importância e na manutenção desse edital para aprimoramento dos dados para a SSP. “A Fapitec fica muito lisonjeada em participar e poder ajudar a SSP, colocando pesquisadores renomados das instituições aqui do estado, tanto da UFS como da Unit, para revelar os dados referentes a homicídios e todos os levantamentos policiais que necessitam chegar às mãos das pessoas da sociedade, do secretário e do governador”, concluiu.

Última atualização em 30 de maio de 2019 às 03:08:21.