A Polícia Militar do Estado de Sergipe, por meio do Pelotão de Polícia Ambiental (PPAmb), apreendeu na segunda-feira, 25, 33 aves silvestres. A primeira ocorrência foi registrada na feira livre de Aquidabã e a outra numa propriedade rural do município de São Cristóvão.

Seguindo o cronograma de fiscalização nas feiras livres dos municípios sergipanos, o Pelotão Ambiental apreendeu 18 aves silvestres na feira livre de Aquidabã. A guarnição composta pelo sargento Serra, cabo P. Silva e soldado Wanderley, em fiscalização de rotina, apreendeu os animais que estavam expostos para venda e troca.

Na abordagem, como sempre ocorre, os infratores abandonaram os pássaros e se evadiram, misturando-se aos feirantes comuns, sendo possível a detenção de apenas um homem de 35 anos, que estava de posse de 18 aves. Em conversa com a guarnição, este negou a comercialização dos animais, mas, como não apresentou nenhuma licença para ter os bichos em cativeiro, assinou um termo circunstanciado por crime ambiental previsto no artigo 29 da Lei de Crimes Ambientais.

No retorno a Aracaju, para entregar as aves ao IBAMA, a mesma guarnição foi acionada pelo Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (CIOSP) para checar a denúncia de que numa fazenda localizada na Rodovia João Bebe Água, em São Cristóvão, um senhor criava vários pássaros silvestres.

No local, a guarnição encontrou 15 aves e um ancião de 77 anos, que se apresentou como dono dos passarinhos. Como não apresentou a licença para a criação de pássaros, o idoso assinou um termo circunstanciado e também vai responder por crime ambiental previsto no artigo 29 da Lei 9.605/98. Todos os animais foram encaminhados ao IBAMA.

Última atualização em 26 de janeiro de 2016 às 11:50:10.