A Secretaria de Segurança Pública (SSP) registrou aumento no número de prisões efetuadas em Sergipe entre os meses de janeiro a maio de 2015 em relação ao mesmo período de 2014. A informação positiva foi divulgada na manhã desta terça-feira, 7, pela Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (Ceacrim) da SSP, como forma de apontar o resultado do trabalho desenvolvido pelas Polícias Militar e Civil na capital e interior sergipano.

Segundo os dados estatísticos apresentados pelo delegado Jeferson Alvarenga, diretor do Ceacrim, houve um aumento de 32% nas prisões esse ano. “Registramos 2.392 prisões entre os meses de janeiro a maio deste ano, sendo que no ano passado o número neste período foi de 1.810. Agora em 2015 registramos 435 prisões em janeiro, 417 em fevereiro, 518 em março, 542 em abril e 480 em maio”, destacou.

Na opinião de Mendonça Prado, secretário de Segurança Pública do Estado de Sergipe, o número é positivo. “Esse resultado demonstra claramente o esforço que as Polícias Civil e Militar têm no sentido de cumprir as leis, atender determinações judiciais por meio do cumprimento dos mandados de prisão e eficiência no combate imediato à criminalidade porque muitas vezes as prisões são feitas em flagrante. Ou seja, temos a eficiência da PM nas ruas de maneira preventiva e da Polícia Civil no tocante às investigações. As duas polícias se complementam”, ressaltou.

Para o delegado Everton Santos, delegado geral da Polícia Civil, o aumento do número de prisões está ligado ao número de operações e investigações. “A Polícia Civil tem realizado operações conjuntas entre delegacias e órgãos, a exemplo do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope). Houve também um incremento nas situações envolvendo homicídios, apreensões de drogas e armas. Esse aumento nas prisões em Sergipe já era esperado porque na medida em que você cumpre os mandados, desenvolve operações e diligências o resultado acaba sendo satisfatório”, pontuou o delegado.

No caso da Polícia Militar, estão sendo implementadas estratégias específicas tanto na capital como nos demais municípios sergipanos. “Desde o início do ano temos focado nas abordagens, entendendo ser este o fato preponderante para o aumento de ocorrências encaminhadas às delegacias. Alcançamos aumento de 64% nos números de abordagens em comparação aos meses de janeiro a maio do ano passado. Destacamos também aumento de 126,56% nas abordagens a motocicletas, que fez elevar em 81% o número de recuperação de veículos furtados e/ou roubados”, mencionou o coronel Luiz de Azevedo Costa Neto, comandante do Comando do Policiamento Militar da Capital (CPMC).

Nas demais cidades sergipanas, o empenho de homens e mulheres da Polícia Militar tem sido observado de maneira pontual em diversas partes do Estado. “Todas as semanas realizamos a operação Sergipe Mais Seguro, que objetiva reduzir o número de homicídios. Além disso, contamos com a operação Saturação, que reforça a presença ostensiva e preventiva e já apresenta resultados positivos. Apenas neste mês de junho e nas cidades do interior sergipano, efetivamos 2.297 abordagens a pessoas, 1.055 abordagens a veículos de passeio, 886 abordagens a motocicletas, 189 abordagens a ciclomotores, 174 abordagens a ônibus e 120 abordagens a estabelecimentos comerciais, a exemplo de bares”, concluiu o tenente-coronel Eliziel Alves Rodrigues, comandante do Comando do Policiamento Militar do Interior (CPMI).

Por Roseane Moura
Ascom SSP/SE

 

Última atualização em 9 de julho de 2015 às 09:37:25.