Treinamento tem o objetivo de qualificar os profissionais quanto à aceleração e a frenagem dos veículos para garantia da segurança dos policiais e da população durante as ações policiais

O Grupamento Especial Tático de Motos (Getam), criado em 2009, tem a finalidade de combater, sobretudo, os crimes realizados por motociclistas. Sobre duas rodas a ação resposta é mais rápida e eficiente em casos de perseguição no trânsito cada vez mais caótico nas grandes cidades. Para garantir a eficiência da missão, os militares do Getam recebem curso de nivelamento com o objetivo de dar condições técnicas para que o policial que nunca trabalhou com policiamento em motocicleta de grande cilindrada possa atuar com segurança. Desde o dia 23 de julho, um curso de nivelamento está sendo realizado e conta com três turmas com 20 alunos cada, que estão recebendo 50 horas de aula.

A ideia é padronizar os conhecimentos e ações da tropa para exercer a modalidade de policiamento ostensivo com motocicletas, também conhecido como motopatrulhamento. O curso tem duração de uma semana e contempla as seguintes disciplinas: Manutenção Básica de Motocicleta; Doutrina de Policiamento com Motocicleta Getam; Pilotagem Básica; Pilotagem Avançada e Pilotagem de Alto Risco. Todas as instruções de pilotagem são acompanhadas por uma equipe de saúde do Hospital da Polícia Militar (HPM), chefiada por um oficial médico. Ao todo, cerca de 60 militares do Getam recebem o curso de nivelamento.

O capitão Cleverton Moura, subcomandante do Getam, explicou que essa edição do curso de nivelamento tem a participação de militares das unidades localizadas em Simão Dias, Estância e Lagarto. O objetivo é padronizar as ações da unidade operacional em todo o estado. “O Getam está realizando o nivelamento operacional desde o dia 23 de julho, com encerramento no dia 3 de agosto. O nosso objetivo é qualificar nossos policiais e padronizar os procedimentos a serem adotados por todos os Getams, e com isso proporcionar uma segurança com eficiência e eficácia. Ao final do nivelamento, estaremos com 60 policiais nas ruas, qualificados para exercer o policiamento com motos”, detalhou.

O sargento Manoel Dantas, instrutor do curso, destacou que a fase atual do treinamento tem como foco a orientação sobre a aceleração e a frenagem dos veículos para a pilotagem segura das motocicletas durante as ações policiais do Getam. “Agora é o nivelamento. Nós estamos treinando com motocicletas com um pouco menos de cilindradas para que os alunos possam perceber a importância de usar os principais fundamentos da pilotagem, que são: aceleração com mudança de direção e a frenagem correta, pois você tem que impor velocidade a todo o momento e se não souber frear, infelizmente, pode acontecer algo pior. É uma qualificação para ser usada no dia a dia durante o patrulhamento”, ressaltou.

O soldado Marcos Alves, aluno do curso, considerou as instruções como fundamentais para a condução com segurança das motocicletas de modo a proteger os próprios policiais e também toda a sociedade. “É de extrema importância o nivelamento, pois é um curso de grande aprendizado para nós que estamos nas ruas, diariamente, protegendo a sociedade sergipana. Então, a aquisição de conhecimento, através dos instrutores que estão aqui conosco, que são pessoas bastante capacitadas, nos traz bastante segurança para estar atuando nas ruas”, afirmou.

Getam

O Getam é subordinado operacionalmente ao Comando de Policiamento Militar da Capital (CPMC) e possui convênio de gestão com o Departamento de Trânsito de Sergipe (Detran), viabilizando seu funcionamento pleno e dando garantia à execução de sua missão: que é diminuir o tempo resposta no atendimento do policiamento voltado à prevenção de atos delitivos praticados por motociclistas. Além do policiamento preventivo, o Getam também atua na fiscalização de trânsito, escolta de autoridades e colabora para o enfrentamento à criminalidade. Atualmente o grupamento opera em todo o estado de Sergipe, mas seu emprego maciço é na Grande Aracaju, dando ênfase aos grandes corredores de trânsito, locais de difícil acesso e centro da cidade.

Fonte: Ascom SSP

Última atualização em 30 de julho de 2021 às 11:08:18.