Uma pistola ponto 40 com numeração raspada foi apreendida com suspeito

Na tarde desta quarta-feira, 2, policiais do Batalhão de Radiopatrulha abordaram um traficante identificado como Leonardo Reis da Silva, 31 anos, mais conhecido como “Leo Grandão. Ele é considerado como um dos maiores traficantes do bairro Rosa Elze e América e conjunto Eduardo Gomes, em São Cristóvão.

O traficante estava sendo seguido pelos policiais militares e na altura no bairro Farolândia foi dada ordem de parada para que o condutor descesse do carro.

O policial militar se aproximou e verbalizou com o suspeito para que ele descesse do veículo, porém o suspeito ignorou a ordem e efetuou tiros em direção aos policiais. Houve revide e o suspeito foi ferido e conduzido ao Hospital de Urgência de Sergipe. Porém, Leonardo não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Dentro do veículo foi localizada e apreendida uma arma de fogo, calibre .40, com a numeração raspada. Além de tráfico de drogas, o suspeito é investigado pelo crime de homicídio e já é velho conhecido das polícias.

Léo Grandão é ex-presidiário e já era investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e Departamento de Narcóticos (DENARC).

O irmão de Leo Grandão, Ramon Reis da Silva, também está preso. Ele foi preso por militares do 3o Batalhão da PM em junho de 2018. Ele foi flagrado com um veículo em posse de uma Pistola Glock G22 calibre .40 com a numeração raspada, 29 munições intactas e dois carregadores de pistola.

Fonte Ascom SSP

Última atualização em 3 de outubro de 2019 às 11:29:31.